Confira as principais atrações da CES 2021

Com a adversidade da proliferação do novo vírus e as medidas decretadas para combatê-lo, fez com que ficássemos muito mais tempo conectados, seja para trabalhar remotamente ou até mesmo para ”comparecer” ao maior evento anual de tecnologia do mundo (CES), que acontece tradicionalmente, desde 1967, no Centro de Convenções de Las Vegas, ocupando a Sands Expo e partes dos hotéis ao longo da Strip, uma área famosa por hospedar construções modernas e casinos de luxo.

Geralmente, é na Consumer Eletronics SHow (CES) que diversas startups e as grandes marcas com referência, anunciam ou lançam suas principais inovações que estarão disponíveis no mercado para consumo no decorrer dos próximos meses ou anos, atraindo mais de 170 mil visitantes por ano, que podem interagir com os mais de 4 mil expositores, como no ano de 2020, proporcionando-o assistir um conserto musical de bobinas da Tesla ou entrar no carro voador Bell Nuxus 4EX, desenvolvido para viagens curtas ou trajetos urbanos, por exemplo.

Segundo Gary Shapiro, executivo-chefe da CTA (Consumer Technology Association), organizadora do espetáculo, afirmou não ser possível convocar com segurança milhares de pessoas para se reunir e fazer negócios pessoalmente devido as preocupações atual com a saúde global, e que por isso, tiveram que optar pelo cenário digital, que ironicamente, não é lá bem familiar para eles, e que esta prática poderia ser uma aposta arriscada.

Pela primeira vez em décadas dissociada ao espaço físico, em 2021 as principais atrações foram elaboradas através de ”ativações virtuais”, que permitia a conexão dos anunciantes à uma espécie de interface interativa, na qual foi capaz de apresentar conteúdos, fazer contato com os telespectadores e conduzir reuniões.

Leia também:  As tendências de pagamento por aproximação em 2021

Após um ano atípico como 2020, descobrimos quais possíveis problemas que podem surgir durante uma transmissão ao vivo, e que de certa forma, este formato consegue proporcionar maior conveniência e otimizar o tempo de espera nas longas filas dos auditórios lotados de Las Vegas para participar de palestras.

Com isso, Gary ainda diz que ficou até mais fácil de atrair palestrantes importantes, pois dessa forma não seria preciso que estes viajassem até a cidade de Nevada. No entanto, a 54ª edição do festival teve mais de 1.900 stands que participaram online, que embora tenha atingido mais que o dobro da meta estimada pelo organizadores, ainda fica bem distante do número alcançado no evento do ano antecessor.

Para Mark-Hans Richer, vice-presidente de marketing da Fortune Brands Home & Security, o ano de 2021 teve um substituto pobre, apesar de ser o mais viável. E não que isso fosse uma crítica aos responsáveis pela festa. Mas, é difícil reproduzir algo que é unicamente especial por ser tão experiencial.

Já Scott Heimendinger, vice-presidente de marketing da Anova Culinary, posicionou-se positivamente à alternativa de fazer algo tão desafiador, já que a apresentação de seus equipamentos inteligentes de cozinhas têm como objetivo fundamental chamar atenção e poder interagir com os curiosos, propositalmente ou ocasionalmente, que circulavam a convenção.

Ele ainda pauta o lado econômico de realizar um evento como este, utilizando os recursos tecnológicos de comunicação, e conclui que sua empresa decidiu participar em parte, por medo de ficar de fora de alguma oportunidade que esta ocasião poderia oferecer.

E esta necessidade de adaptação fez com que algumas companhias desistissem de participar do evento, como o Google, por exemplo, que arquitetou um mini parque de diversões em 2019 e confeccionou um escape room em 2020 para poder expor as funcionalidades de seus produtos. Apesar disso, gigantes como Samsung, HP, LG, Intel, Sony e até mesmo a Microsoft, estiveram entre as principais atrações deste ano. Confira outras informações:

Leia também:  Google muda foco nos Games Stadia e visa novos negócios

CES 2021

Para fazer acontecer a difusão da CES21, a rede corporativa responsável pelo espetáculo, contou com a parceria dos sistemas operacionais de Bill Gates, onde tiveram acesso às suas tecnologias e instalações para produção de vídeos que fossem capazes de tentar recriar o ambiente do salão de exposições.

Um dos vice-presidentes da Microsoft, diz que a colaboração foi embasada nos 3 pilares que já fazia sentido na internet: um componente visual mais robusto, engajamento em tempo real, e ”networking” alicerçado nos interesses comuns, na qual os conteúdos foram transmitidos por meio do site oficial e divididos em três cessões, sendo eles:

  • Palestras e conferências: os inscritos acompanharam toda a transmissão da convenção de casa;
  • Vitrine de produtos: os itens passaram a ser ilimitados nos pavilhões da CES, possibilitando que os visitantes cibernéticos explorassem os diversos tipos de produtos e ofícios com base em suas particularidades, através do expositor dinâmico ou demonstrações ao vivo;
  • Reuniões e networking: o lançamento desta edição, viabilizou interações de forma instantânea e encontros para discussões em salas com executivos.

Destaques da 54ª feira mundial da tecnologia

Além de alterar o parâmetro da 54ª celebração da CES, o isolamento social como medida preventiva também influenciou as tendências patenteadas pelas marcas. Neste ano, as entidades voltaram seus olhos ao lar, saúde e bem-estar, em razão de poder desempenhar inovações que refletem nosso maior tempo em casa, tornando as atividades do cotidiano mais práticas. Veja alguns dos tópicos mais abordados:

  1. Inteligência artificial;
  2. Consumo de energia;
  3. Temas ambientais, como sustentabilidade e clima;
  4. Inovações em matéria de carros elétricos e autônomos;
  5. Cuidados com a saúde e equipamentos e cuidados a distância;
  6. Adoção da realidade aumentada e virtual para o grande público e empresas;
  7. A evolução e facilidade de uso de dispositivos conectados, assim como casas e edifícios inteligentes com aparelhos conectados.
Leia também:  O que é PWA e como essa ferramenta pode ser útil

Veja, a seguir, o que algumas empresas já anunciaram.

A adversidade da pandemia, impulsionou muitas invenções em termos de telemedicina, cuidados em domicílio, saúde virtual. E nesse sentido, Philipps, Omron, e Verizon anunciaram novos produtos e serviços, por exemplo:

  • Philips: a saúde conectada, a telemedicina;
  • Omron: cuidado da saúde cardíaca a distância;
  • Verizon: o impacto do 5G nos cuidados da saúde;
  • As cirurgias virtuais.

Com o crescente número de países preocupados com o ambiente, e que buscam aniquilar os motores de combustão, outra novidade são os veículos elétricos e autônomos.

Agora, quando se fala em feira de tecnologia, televisões é o que não pode faltar. Por exemplo, a LG e Samsung vão apresentou suas últimas telas, e Hisense falou de suas TVs a laser.

Os progressos no domínio dos jogos, esportes online e realidade aumentada também foram abordados.

Sobretudo, tudo o que você pode imaginar em relação à digitalização, informática, segurança na web, comércio eletrônico, TVs inteligentes, foi visto na CES 2021.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *